Jeddah Tower: maior prédio do mundo terá 1 km de altura

Jeddah Tower: futuro ‘maior prédio do mundo’ terá 1 km de altura [galeria]
Novamente, um projeto é anunciado como o “futuro prédio mais alto do mundo”, pretendendo passar dos mil metros de altura, cerca de 170 metros a mais do que o Burj Khalifa. 

Com previsão para conclusão em 2018, a construção está localizada na cidade de Jidá, na Arábia Saudita. O investimento será de US$ 2,2 bilhões (R$ 8,3 bilhões), quantia que, segundo o governo saudita, já está assegurada para finalizar as obras da cidade, incluindo a nova torre.

O projeto foi desenvolvido pela empresa Adrian Smith + Gordon Gill Architecture. Em entrevista ao jornal The Guardian neste ano, os responsáveis pela empresa admitiram que usaram detalhes da linguagem arquitetônica do edifício de Dubai, como o fosso de fundação e o conjunto de torres no seu entorno. “A forma específica dele vem mais de uma nova tendência que deverá se espalhar a outros projetos”, concluiu Smith.



Jeddah Tower: futuro ‘maior prédio do mundo’ terá 1 km de altura [galeria]


A construção e os desafios

Jeddah Tower: futuro ‘maior prédio do mundo’ terá 1 km de altura [galeria]Jeddah Tower: futuro ‘maior prédio do mundo’ terá 1 km de altura [galeria]
A construção do Jeddah Tower já foi iniciada e, segundo informações do site The Verge, está no 26º andar. No entanto, há muito trabalho pela frente, já que o desenho final prevê 200 andares no total. 

O projeto da torre deve ter um custo total de US$ 1,23 bilhão (R$ 4,7 bilhões) e vai contemplar diversos empreendimentos, como escritórios, apartamentos e um hotel da luxuosa companhia “Four Seasons”.


A incrível vista para o Mar Vermelho também é uma característica marcante do futuro “prédio mais alto do mundo”, e é justamente pela localização próxima ao famoso golfo do oceano Índico que a obra fica ainda mais complexa e desafiadora. Em virtude da água salgada e dos altos índices de ventos que ocorrem na região, a edificação precisou ter um formato angular único para blindagem de vento, além de fundações com mais de 200 metros.



Fontes:
The Verge/Amae Toor

Imagens:
Divulgação/Jeddah Economic Company/Adrian Smith + Gordon Gill Architecture