8 cidades pequenas que vão te conquistar

Pequenos e pitorescos, tamanho não é documento. No caso destas cidades, quanto menor, melhor.

Para um viajante que gosta de uma experiência enriquecedora, fica difícil se decidir apenas entre grandes centros urbanos e pequenas cidades, já que estes dois tipos de destinos têm muito a oferecer. Se de um lado, metrópoles garantem um mundo de possibilidades, tanto cultural quanto de entretenimento, do outro, municípios menores garantem momentos de tranquilidade, perfeitos para quem quer descansar longe do agito de cidades maiores.

Estas pequenas localidades ficam ainda melhores quando se aliam à beleza de cenários únicos, formados por arquitetura bem características ou por paisagens naturais. É o caso das cidades que apresentamos no post de hoje: pequenas e irresistíveis, elas vão te conquistar. É só se deixar levar pelas imagens.

1. Burano – Itália


A poucos quilômetros de Veneza, fica a pequena e colorida Burano. Com população média formada por apenas 4 mil habitantes, acolhe os visitantes com suas casas multicoloridas, construções históricas e canais que dão um charme ainda mais especial ao cenário. A minúscula ilha tem nos hotéis e pousadas seus principais meios de hospedagem, que garantem uma estadia inesquecível para conhecer as particularidades desta charmosa cidade.

2. Colmar – França


Bem maior que Burano, Colmar abriga mais de 60 mil habitantes, número reduzido, se for considerada a população média de grandes centros urbanos. Ali, as casinhas erguidas na Idade Média são facilmente confundidas com casas de boneca e fazem qualquer viajante cair de amores num piscar de olhos. É conhecida como a capital do vinho da Aláscia e, por isso, seus vinhedos são os maiores responsáveis pela movimentação turística da região.

3. Bled – Eslovênia


O castelo medieval erguido em um pedaço de terra em meio ao lago de Bled é a marca registrada da pequena cidade de mesmo nome. Mesmo sem ser um grande centro urbano, o destino é um dos mais buscados no país, justamente por ser dono de uma arquitetura única, a qual reina absoluta ao lado do Lago. Apenas 8 mil pessoas têm  o privilégio de viver na região, animada pelos universitários que estudam na faculdade Bled School of Management.

4. Hallstatt – Áustria


As cidades austríacas são conhecidas no mundo todo por serem donas de um charme único, a começar pela capital Viena. É no interior, porém, que ficam os melhores destinos para quem quer ver de perto cidades tomadas por um encantamento único, quase indescritível. O maior exemplo disso é Hallstatt, já famosa por ficar ainda mais fascinante durante o inverno. Menos de mil pessoas moram nesta aldeia, responsável por maravilhar qualquer visitante em busca de paz em meio a paisagens bucólicas. O vídeo abaixo feito por Ivan Choi mostra a beleza do lugar.


5. Bibury - Inglaterra


As casas de pedra emolduradas por verde e pequenos canais dão a impressão de uma cidade parada no tempo ou retirada diretamente de um conto de fadas. Pitoresco e irresistivelmente encantador, o destino acolhe os visitantes em meio aos cenários campestres, que ficam pintados de branco durante o gélido inverno inglês. Na primavera, o colorido das flores realça a beleza própria do lugar, mostrando que qualquer época é a melhor época para visitar Bibury.

6. Shirakawa-go – Japão


Um vilarejo que nada tem a ver com as fotos mais conhecidas do Japão é um motivo a mais para visitar o interior do país, que abriga surpresas agradáveis infindáveis. Os telhados muito íngremes das casas de Shirakawa-go são inconfundíveis e dão indícios de uma característica climática que não deve ser esquecida pelos visitantes: suas casinhas foram assim construídas par resistir às intensas nevascas comuns na região.

7. Morro de São Paulo – Bahia


Morro de São Paulo foi o destino eleito para representar o Brasil no post de hoje. O pequeno vilarejo pertencente à cidade de Cairu e localizado na Ilha de Tinharé é formado por paisagens paradisíacas, onde o azul do mar banha a areia branca, em um espetáculo que pode ser observado incansavelmente todos os dias. A população é formada por pouco mais de 3 mil moradores, sendo dividida entre pequenos povoados e vilas de pescadores.

8. Xexuão – Marrocos


Pintada com vários tons de azul, a pequena cidade de Xexuão também chama a atenção por ser dona de um conjunto arquitetônico de estilo único. Suas casas e demais construções se espalham por um morro, onde pequenas escadarias dão acesso aos estabelecimentos. Flores e outros elementos decorativos deixam as casas ainda mais bonitas, fascinando os visitantes que jamais visitarão outra cidade que se pareça ou lembre este pequeno destino escondido no Marrocos.

Fonte: http://www.skyscanner.com.br/