Fordlândia - a cidade esquecida na Selva


Se você nunca ouviu falar de Fordlândia, você não está sozinho. Fundada por Henry Ford no final de 1920, Fordlândia foi a tentativa mal concebida do magnata automobilístico de estabelecer uma plantação de borracha na Amazônia brasileira. 

Idealizador da revolucionária linha de montagem, que reinventou o capitalismo, Ford queria controlar toda a cadeia de produção. Nos EUA, ele tinha minas de ferro e carvão, que iam para suas metalurgias para forjar as peças automotivas. Por isso, não é de se estranhar que ele quisesse produzir a matéria-prima para seus pneus e todas as partes emborrachadas de seus carros.

Fordlândia saiu do papel em 1927. A intenção da Ford era gerar um fornecimento estável e acessível de borracha para suas fábricas nos Estados Unidos. Mas quando ele aplicou seu sistema de produção em massa na selva uma variedade diversificada de insetos, ácaros, moscas e larvas devastou suas seringueiras. Além disso os trabalhadores indígenas não apreciaram o seu paternalismo e abertamente se rebelaram contra seu puritanismo do meio-oeste. 

Residências que abrigavam seringueiros da fazenda de Henry Ford no inicio do século 20.
Em 1934, a Fordlândia ganhou uma cidade-irmã: Belterra, na outra margem do Tapajós, um dia e meio rio acima. Esse projeto também não foi bem-sucedido, mas, pelo menos, o local ficou como sede de um município, e as edificações por lá estão preservadas. Quando se tornou claro que a Fordlândia nunca seria comercialmente viável, a Ford revisou sua missão desfocada de trazer uma versão idealizada de uma pequena cidade da América para a selva amazônica


Restos de uma cadeira de dentista de Fordlândia.
A Ford abandonou seus empreendimentos brasileiros em 1945, que ficaram a cargo do Ministério da Agricultura por mais uns anos até caírem no descaso. No momento em que o acordo foi abandonado pelos americanos em meados dos anos 1940, a Fordlândia era um lugar estável e convidativo para viver, mas em função das expectativas e do dinheiro investido, ela tem de ser considerada um dos maiores fracassos da Ford.

Móveis abandonados do hospital de Fordilândia.
Crachá utilizado por trabalhadores na Fordlândia.



http://sanguesuoreseringais.wordpress.com/category/fordlandia/
http://noticias.uol.com.br/