Que tal imprimir um órgão novo quando o antigo falhar? Impressoras 3D vão imprimir orgãos para transplante

Os cientistas poderão criar um orgão em condições laboratoriais com ajuda da impressão a 3D.


Milhares de pessoas morrem todo ano aguardando sua vez na fila do transplante de órgãos. Embora o número de cirurgias no Brasil tenha aumentado - foram 23.397 em 2011, segundo o Ministério da Saúde -, a lista de espera continua crescendo. Uma estrutura mais eficiente de doação pode ajudar a amenizar o problema, mas a solução que alguns cientistas buscam é bem mais radical: a medicina regenerativa. Que tal imprimir um órgão novo quando o antigo falhar?


Um grupo de especialistas americanos se encontra praticamente a um passo de criar um fígado artificial. Por um milagre eles conseguiram obter uma matriz para os vasos sanguineos. Como material para a sua construção se utilizou açúcar.

Já há muito tempo que os cientistas experimentam a impressão a 3D de células e vasos sanguineos, cultivando camada por camada os tecidos a partir de células artificiais. O processo em si será barato.

Cientistas mostram fôrmas feitas com impressora 3D. Elas são usadas para cultivar órgãos em laboratório. Foto: Wake Forest University Institute for Regenerative Medicine (WFIRM)/ Divulgação
Cientistas mostram "fôrmas" feitas com impressora 3D. Elas são usadas para cultivar órgãos em laboratório
Foto: Wake Forest University Institute for Regenerative Medicine (WFIRM)/ Divulgação
Não há muito tempo, se conseguiu cultivar tecido hepático dum rato de laboratório. Com o tecido obtido os especialistas criaram as membranas, cujo diâmetro é de 3 centimetros e a espessura de 0,02 milímetros.

http://portuguese.ruvr.ru
http://noticias.terra.com.br