Padre de Maceió substitui Bíblia por iPad para celebrar missas

Clérigo de Maceió tem mais de 300 apps religiosos no seu tablet e afirma que a mudança trouxe benefícios para a sua saúde e pode aproximar os jovens da Igreja.


A tecnologia está tomando conta de tudo e de todos, aparecendo nos lugares mais inesperados — incluindo a Igreja. O padre Pedro Teixeira, que atualmente realiza missas na Igreja Divino Espírito Santo da cidade de Maceió, trocou a sua antiga Bíblia por um tablet para celebrar os encontros semanais dos devotos.
Segundo o site G1, o pároco possui um iPad 3 com mais de 300 aplicativos religiosos instalados. Entre os conteúdos litúrgicos existentes no gadget da Apple, os preferidos do padre são A Liturgia, O Cristão Orante, A Bíbila Sagrada Católica e Calendário Católico — além de dicionários em dezenas de idiomas e livros digitais sobre teologia.

Em entrevista, o sacerdócio fez algumas revelações interessantes, como o seu interesse longínquo em tecnologias. “Desde moço eu gostava de computadores e fui acompanhando a evolução das máquinas. Sempre curioso, aprendi sozinho a mexer nas funções”, comentou ele.

Xô, poeira!

Durante as missas, o pároco costuma chamar atenção dos fiéis que as frequentam para os possíveis benefícios dos eletrônicos quando bem utilizados. “No início, o aparelho eletrônico em minha mão gerou um pouco de estranheza, mas depois as pessoas se adaptaram. De vez em quando algum fiel me conta que comprou um tablet ou que baixou algum aplicativo litúrgico”, mencionou o padre.
Além disso, o clérigo afirma que a adoção do tablet trouxe melhorias para a sua saúde. “O papel da Bíblia acaba juntando ácaro e poeira, o que é péssimo para quem é alérgico como eu. Sem falar do peso, pois o iPad está cada vez mais leve”.

Seguindo a onda

E isso não é tudo. O sacerdócio Pedro Teixeira ainda revelou que está antenado com as redes sociais, incluindo Twitter, Facebook e YouTube. “Sigo o Vaticano no Twitter e já soube que o Papa Bento XVI também entrou na rede social”, disse.
Por fim, o clérigo afirmou que a tecnologia pode aproximar os jovens da Igreja e que tem sugerido para outros padres que façam o mesmo. “Acredito que isso nos aproxima da sociedade, que está cada vez mais conectada, principalmente os jovens”, finalizou ele.
Fonte: G1