Eliica - Carro elétrico japonês é mais rápido do que Porsche


Movido a baterias de lítio, o Eliica vai de 0 a 100 km/h em apenas quatro segundos


Enquanto as grandes montadoras americanas quebram a cabeça com projetos para tornar seus carros mais verdes, os concorrentes a “melhor carro verde” aparecem de todas as partes do mundo. É o caso do Eliica, carro elétrico inventado no Japão que não apenas poupa o meio ambiente, mas também consegue ser mais rápido do que um Porsche.

O Eliica é totalmente elétrico, movido a baterias de lítio, com um motor que alcança 800 cavalos de potência. Mas o que faz desse carro um sério concorrente ao prêmio de “melhor carro verde” é sua performance na estrada. O Eliica vai de 0 a 100 km/hora em apenas quatro segundos. É mais rápido do que um Porsche 911. Sua velocidade máxima fica entre 370 e 400 km/hora.

A invenção é típica de um professor Pardal japonês: Hiroshi Shimizo, da Universidade de Keio, no Japão, chefiou a equipe que desenvolveu o modelo, pensando apenas que seu objetivo era construir um carro que não poluísse, mas fosse rápido e bom de dirigir. Seu design futurista tem formato de bala, e vem com computador a bordo que "dirige" o carro.


O Eliica tem cinco metros de comprimento e seu design é uma história à parte. Com oito rodas, ele carrega um software sofisticado em um chassis baixo, que lhe dá a estabilidade necessária para a aceleração.

Basta soltar o freio, apertar o botão “Dirija” e pisar no acelerador para ter uma rápida aceleração, mas sem aquele efeito de coice de outros modelos.







Desvantagens? Algumas, infelizmente. As baterias de lítio que movem o veículo duram por 300 quilômetros. Depois disso, é preciso recarregar o carro por dez horas. Outra desvantagem é o preço: o Eliica custa US$ 400 mil, sendo que dois terços do preço do carro são baterias.

O preço das baterias de lítio, semelhantes às usadas em laptops, está caindo a cada ano, mas especialistas acreditam que ainda serão precisos cinco a dez anos para ter um carro elétrico acessível e que não consuma tanta energia.


 Fontes:

http://epocanegocios.globo.com
Youtube