Série Vaga-lume e seus bons livros

O famoso mascote da série


Quem nunca leu um livro da Série Vaga-Lume jamais saberá as emoções contidas nas suas histórias cheias de aventura e mistério. Vários autores consagrados que faziam do hábito de ler um exercício prazeroso e que trazia à tona nossas imaginações e fantasiava nosso mundo simples sem internet ou rede sociais.

Nada contra o processo de avanço da internet e das tecnologias ligadas à ela, mas era muito gostoso imaginar o cenário descrito por cada autor nas páginas daqueles livros, nos desenhos das suas capas e das ilustrações em preto e branco, dentro dos livros, que nos levava a vários locais diferentes de um Brasil ainda desconhecido e misterioso para nossas cabeças infanto-juvenis.

Quando começava a ler estes exemplares, não parava até terminar todo o livro e no final da leitura, ficava sempre aquele sabor de querer mais e mais... Que sorte a minha que meu irmão trabalhava numa livraria: eu implorava para que ele trouxesse todos os lançamentos. Foi assim que li muitas e muitas histórias. Foi assim que desenvolvi o hábito de ler livros e revistas. Daí então mergulhei de vez na Série Vaga-lume:

Zezinho trás tristeza e comoção 
Senti na pele o drama sofrido por 'Zezinho, o Dono da Porquinha Preta', e sua porquinha Maninha de Jair Vitória (uma das histórias mais emocionantes da série), banquei o investigador nas páginas escritas pelo consagrado autor Marcos Rey (um dos meus preferidos) como 'Um Cadáver Ouve Rádio', 'O mistério do Cinco Estrelas', 'O 'Rapto do Garoto de Ouro' e 'Bem Vindos ao Rio' (quando descobri o perigo da violência da cidade maravilhosa). 

garradecampeaomarcosrey [Juvenil] Garra de Campeão   Marcos Rey   Coleção Vagalume
Rachas, amor e muita velocidade

Me teleportei para o espetacular livro 'Garra de Campeão' (também de Marcos Rey) torcendo pelo Felipe, ajudado pelo seu tio Clóvis e pelo mecânico Tuta,  com sua moto de 180 cilindradas que ele sabia pilotar muito bem, nas corridas de motocross contra o experiente piloto e vilão Rato e no seu romance com a encantadora Joyce. Acompanhei a solitária Pimpa nas busca pelo seu único parente, o tio Leonel, depois de perder sua mãe dentro do ônibus numa viagem para São Paulo e perseguida por uma falsa assistente social, no triste livro 'Sozinha no Mundo', outra obra-prima do já citado autor.




Os livros de Marcos Rey são recheados de aventura e mistérios.

Muito suspense e bandidos na trama 
Deus Me Livre é um livro fantástico
Acompanhei perplexo e atônito as investigações de um grupo de garotos desconfiados das estranhas  atividades dos seus novos e misteriosos vizinhos em 'A Turma da Rua Quinze', de Marçal Aquino. 

Também conheci a difícil realidade do  trabalho dos bóias-frias nas lavouras de cana em 'Açúcar Amargo', e lembro de tentar decifrar o que aconteceu quando o pessoal que morava no Beco do Deus-me-livre se depararam com a invasão de centenas de barbeiros em 'Deus Me Livre', dentre muitas outras emoções que só lendo para saber falar.

Levaria boas páginas de postagens só falando de títulos desta série, que marcou época. Ainda citando alguns livros seguem 'Os pequenos Jangadeiros', 'A Ilha Perdida', 'A Vida Secreta de Jonas', 'Meninos Sem Patria', 'O Ninho dos Gaviões' e muitos outros.

Muita aventura para o público infanto-juvenil nas páginas dos livros da Série Vaga-lume
São bons livros que deveriam ser usados e estimulados nas nossas escolas, como motivação a um hábito meio que perdido nos dias de hoje: a leitura. Estes livros são de leituras dinâmicas e fascinantes. Vai um recado às professoras (colegas) de Português e Literatura.

Livros que marcaram época

Imagens: Google imagens