BANDA IRA!

Este mês falarei desta banda, considerada por muitos como a melhor banda de rock and roll brasileira.



Ira! foi uma banda brasileira de rock and roll, formada em 1981, na cidade de São Paulo. Seu nome é inspirado no Exército Republicano Irlandês (Irish Republican Army). A banda anunciou seu término em setembro de 2007.

Banda Subúrbio

No final dos anos 70, no outono da ditadura militar, Edgard Scandurra, fascinado pelo punk rock e, em busca desse som, ia a shows na periferia da cidade, para trocar informações com o pessoal. Foi então que Edgard e seu amigo Dino resolveram montar uma banda que tocasse punk, sem esquecer de Led Zeppelin e Jimi Hendrix. Nascia aí a banda Subúrbio. Nessa época, Edgard estudava no Colégio Brasílio Machado, onde volta e meia topava com um sujeito esquisito chamado Marcos Valadão Rodolfo, de apelido Nasi. Mesmo sem conhecê-lo, Edgard sentia simpatia pelo modo com que ele se vestia, e num desses encontros os dois acabaram se conhecendo, e ficando amigos.











O grupo Ira!
Mais tarde, Edgard chamou o Nasi para participar do Subúrbio, no festival interno do colégio Objetivo. Nessa época, o grande hit do Subúrbio era "Pobre Paulista", que mais tarde viraria um dos grandes hits do Ira!.  Essa música sofreria várias criticas por ser uma música que criticava o governo e por ter sido considerada por muitos preconceituosa. Em 1980, Edgard foi convocado para servir o exército, e foi lá onde Edgard iria compor N.B. ("Núcleo Base"), que por sua vez também viraria um grande hit do Ira!, um ano depois (em 1981), Nasi chamaria o amigo Edgard para tocar num show na PUC e ali surgiria o Ira!, ainda sem exclamação, e com nome inspirado no Exército Republicano Irlandês. Completavam a formação o baterista Fabio Scattone, e o baixista Adilson.



Dois anos se passaram até que o produtor Pena Schimidt descobriu a banda, nessa época contando com Charles Gavin (viria a se tornar membro dos Titãs) na bateria e Dino (velho companheiro da antiga banda Subúrbio) no contrabaixo, e os levou até a gravadora Warner, onde o Ira! gravaria seu primeiro compacto. O compacto contava com as músicas "Gritos na Multidão" e "Pobre Paulista".

 Neste vídeo, Edgard Scandurra fala da polêmica música "Pobre Paulista":



“Se alguém se sentiu atingido por essa letra, gostaria de pedir milhões de desculpas. Quando a escrevi a intenção não era preconceituosa, pois me coloco dentro dela. Também me sentia dentro de uma classe desprestigiada, pois morava num cortiço em São Paulo. Ela expressa minha revolta contra o sistema. Nunca pensei em atingir nordestinos, negros… Me sinto tão marginalizado quanto a maioria das pessoas do nosso País. Quando falo “dessa gente feia” estava pensando nos políticos corruptos, esses mesmos que hoje não querem legalizar o uso da maconha. É uma letra muito antiga e o punk fala muito dubiamente. A letra foi feita para provocar reações nas pessoas. Mas era para atingir as autoridades; até mesmo a forma autoritária dos meus pais agirem. Deploro preconceito, bairrismo. Além do mais, já estamos de saco cheio de tocar essa música, pois ela é mais velha que o próprio Ira! Escrevi "Pobre Paulista" quando tinha 16 anos. Tentei me manifestar metaforicamente, mas me colocando do lado dos excluídos.”

A Banda Ira!

O "Ira!" surgiu a partir da banda Subúrbio, que agregou o guitarrista Edgard Scandurra (ex-Ultraje a Rigor) e o vocalista Nasi. Depois de algumas mudanças de formação, a banda se estabilizaria ao redor dos dois e do baixista Ricardo Gaspa e o baterista André Jung, ex-Titãs. O grupo lança seu primeiro disco, Mudança de Comportamento, em 1985, mas o sucesso só viria em 1986, com o álbum Vivendo e Não Aprendendo, com hits como "Dias de Luta", "Envelheço na Cidade" e "Flores em Você" (esta última incluída na abertura da novela O Outro, da Rede Globo, no ano de 1987).


Envelheço na cidade com participação da Banda Paralamas do Sucesso:



Tarde vazia com Samuel Rosa (Banda Skank)



Depois de se afastar da mídia por preferir continuar atrelada às suas raízes punk e de lançar vários discos nos anos 80 e 90, o Ira! retoma o sucesso entre o fim da década de 90 e o início do século XXI, com os álbuns Isso é Amor, de 1999, MTV ao Vivo, de 2000, Entre Seus Rins, de 2001 e Acústico MTV, de 2004, Juntos, esses quatro álbuns venderam mais de 500 mil cópias, consolidando a banda entre os maiores nomes do rock brasileiro.

Em 2007 o grupo lançou o que viria a ser o seu último álbum, intitulado Invisível DJ.

Núcleo  Base ( Acústico MTv): 


.
Brigas e término do grupo

No Inicio de setembro de 2007, após brigas com o irmão e empresário Airton Valadão, Nasi retirou-se da banda (indeterminadamente), antes do Ira! entrar de férias, algo previsto para 2008.

Em novembro de 2007, o guitarrista da banda, Edgard Scandurra anuncia através de uma conta do site Orkut, que a banda Ira! estava findada e que os membros restantes estariam agora com uma banda nova. Nessa banda a formação seria a mesma do grupo Ira!, exceto o vocal que seria assumido pelo guitarrista Edgard. O nome da banda seria Trio.

Porém o projeto foi cancelado antes mesmo de acontecer, conforme informou o baterista Andre Jung, no mês de fevereiro de 2008.

Com isso os ex-integrantes do Ira! assumiram totalmente seus projetos, até então, paralelos. Nasi, segue em carreira solo e já lançou dois discos Onde os Anjos Não Ousam Pisar, de 2006 e Vivo na Cena, indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock Brasileiro em 2010. Frequentemente faz participações em shows de outras bandas e especiais. 

Edgard Scandurra com seu DVD Ao Vivo, com a cantora pernambucana Karina Buhr, com o Smack - outra banda que fez parte no início dos anos 80, além de participações como guitarrista na turnê dos álbuns Iê-iê-iê e Ao Vivo lá em Casa, de Arnaldo Antunes e em shows da banda Cidadão Instigado.

 André Jung toca na banda F.A.U.T., ao lado de João Gordo, tem o projeto Urban ToTem, e é produtor de bandas novas do pop/rock nacional como Stevens e Manu Gavassi. 

Gaspa retomou a banda Gaspa & Os Alquimistas e está gravando seu 1º álbum solo com participações de Marcelo Nova e Wander Wildner.

Logos IRA! ao decorrer dos álbuns


Integrantes


Última Formação

Nasi - Voz
Edgard Scandurra - Guitarra, Violão, e Vocal de Apoio
André Jung - Bateria e Percussão
Ricardo Gaspa - Baixo


Antigos

Adilson Fajardo - Baixo
Fábio Scattone - Bateria
Victor Leite - Bateria
Charles Gavin - Bateria
Dino Nascimento - Baixo

Discografia

1983 IRA Estúdio Sem Dados
1985 Mudança de Comportamento Estúdio 60 mil
1986 Vivendo e Não Aprendendo Estúdio 350 mil
1988 Psicoacústica Estúdio 50 mil
1990 Clandestino Estúdio 30 mil
1991 Meninos da Rua Paulo Estúdio Sem Dados
1993 Música Calma para Pessoas Nervosas Estúdio Sem Dados
1996 7 Estúdio Sem Dados
1998 Você Não Sabe Quem Eu Sou Estúdio Sem Dados
1999 Isso é Amor Estúdio 80 mil
2000 MTV ao Vivo Ao Vivo 120 mil
2001 Entre seus Rins Estúdio Sem Dados
2004 Acústico MTV Ao Vivo 250 mil
2007 Invisível DJ Estúdio Sem Dados
2011 Ira! e Ultraje a Rigor - Ao Vivo Rock in Rio Ao Vivo Sem Dados

Singles

1983 Pobre Paulista/Gritos na Multidão IRA
1985 Longe de Tudo Mudança de Comportamento
1985 Núcleo Base Mudança de Comportamento
1986 Tolices Mudança de Comportamento
1986 Envelheço na Cidade Vivendo e Não Aprendendo
1987 Flores em Você Vivendo e Não Aprendendo
1987 Dias de Luta Vivendo e Não Aprendendo
1988 Receita para se Fazer um Herói Psicoacústica
1988 Pegue essa Arma Psicoacústica
1990 Melissa Clandestino
1990 Consciência Limpa Clandestino
1991 Tarde Vazia Clandestino
1991 Um Dia como Hoje Meninos da Rua Paulo
1992 Prisão das Ruas Meninos da Rua Paulo
1992 Você Ainda Pode Sonhar Meninos da Rua Paulo
1993 Arrastão Música Calma para Pessoas Nervosas
1994 O Homem é Esperto, mas a Morte é Mais Música Calma para Pessoas Nervosas
1995 Me Perco Nesse Tempo 7
1996 Eu Quero Sempre Mais 7
1996 Difícil é Viver 7
1996 É Assim que Me Querem 7
1997 Miss Lexotan 6 mg Garota Você Não Sabe Quem Eu Sou
1998 Eu Não Sei Você Não Sabe Quem Eu Sou
1998 Vou me Encontrar Você Não Sabe Quem Eu Sou
1999 Bebendo Vinho Isso é Amor
2000 Teorema Isso é Amor
2000 Vida Passageira MTV ao Vivo
2001 Tolices MTV ao Vivo
2001 Entre seus Rins Entre seus Rins
2002 Milhas e Milhas Entre seus Rins
2004 O Girassol Acústico MTV
2004 Tarde Vazia Acústico MTV
2005 Eu Quero Sempre Mais Acústico MTV
2005 Flerte Fatal Acústico MTV
2007 Eu Vou Tentar Invisível DJ
2007 Mariana Foi pro Mar Invisível DJ

Fontes: